Mudanças entre as edições de "Albert Bachmeyer"

De wikiasd
Ir para: navegação, pesquisa
(Criando Categorias)
 
(Uma revisão intermediária por um outro usuário não está sendo mostrada)
Linha 1: Linha 1:
 +
{{Info/Biografia
 +
|bgcolour              = #cccccc;
 +
|nome                  = Albert Bachmeyer
 +
|imagem                =
 +
|imagem_tamanho        =
 +
|imagem_legenda        =
 +
|nome_completo        = Albert Bachmeyer
 +
|nascimento_data      =
 +
|nascimento_local      =
 +
|morte_data            =
 +
|morte_local          =
 +
|nacionalidade        = Alemão
 +
|ocupação              = Colportor
 +
|cidadania            =
 +
|causa_morte          =
 +
|etnia                =
 +
|nome_mãe              =
 +
|nome_pai              =
 +
|pseudônimo            =
 +
|pseudónimo            =
 +
|movimento            =
 +
|escola                =
 +
|interesses            = Auxílio na obra Adventista
 +
|ideias_notáveis      =
 +
|principais_críticos  =
 +
|principais_trabalhos  =
 +
|cargo                =
 +
|empregador            =
 +
|cônjuge              =
 +
|filhos                =
 +
|religião              = Adventista do Sétimo Dia
 +
|influências          =
 +
|influenciados        =
 +
|outros_nomes          =
 +
|conhecido_por        =
 +
|website              =
 +
|assinatura            =
 +
|rodapé                =
 +
}}
 +
 
ALBERT BACHMEYER. Colportor pioneiro. Imigrante alemão, que se tornou cristão em Liverpool, Inglaterra, meses antes de chegar ao Brasil. Elwin Snyder o persuadiu a aceitar a fé adventista e, logo após, o instruiu na arte de vender livros.
 
ALBERT BACHMEYER. Colportor pioneiro. Imigrante alemão, que se tornou cristão em Liverpool, Inglaterra, meses antes de chegar ao Brasil. Elwin Snyder o persuadiu a aceitar a fé adventista e, logo após, o instruiu na arte de vender livros.
  
Linha 5: Linha 45:
 
Em 1894, Bachmeyer dirigiu-se para o Sul do Brasil, estabelecendo-se em Santa Catarina. Vendendo ali alguns livros, descobriu que haviam observadores do sábado em Brusque e Gaspar Alto. Comunicou esse fato ao Pr. F. H. Westphal, que se alegrou muito com o progresso do trabalho naquele campo. Em junho do ano seguinte, na cidade de Piracicaba, São Paulo, o Pr. Westphal batizou várias pessoas, entre as quais o próprio colportor Bachmeyer.
 
Em 1894, Bachmeyer dirigiu-se para o Sul do Brasil, estabelecendo-se em Santa Catarina. Vendendo ali alguns livros, descobriu que haviam observadores do sábado em Brusque e Gaspar Alto. Comunicou esse fato ao Pr. F. H. Westphal, que se alegrou muito com o progresso do trabalho naquele campo. Em junho do ano seguinte, na cidade de Piracicaba, São Paulo, o Pr. Westphal batizou várias pessoas, entre as quais o próprio colportor Bachmeyer.
  
BIBLIOGRAFIA: Jasoney Souto de Queiroz, “Os Primeiros Missionários no Brasil”, 1994; ''SDA Encyclopedia-PS''.
+
=== BIBLIOGRAFIA ===
 +
 
 +
Jasoney Souto de Queiroz, “Os Primeiros Missionários no Brasil”, 1994; ''SDA Encyclopedia-PS''.
  
 
[[Categoria:Biografias]]
 
[[Categoria:Biografias]]
 
[[Categoria:Colportores]]
 
[[Categoria:Colportores]]
 
[[Categoria:SDA Encyclopedia-PS]]
 
[[Categoria:SDA Encyclopedia-PS]]
 +
[[Categoria: Infobox]]
 +
[[Categoria: Pioneiros]]

Edição atual tal como às 10h44min de 12 de janeiro de 2016

Albert Bachmeyer
Nome completo Albert Bachmeyer
Nacionalidade Alemão
Ocupação Colportor
Principais interesses Auxílio na obra Adventista
Religião Adventista do Sétimo Dia

ALBERT BACHMEYER. Colportor pioneiro. Imigrante alemão, que se tornou cristão em Liverpool, Inglaterra, meses antes de chegar ao Brasil. Elwin Snyder o persuadiu a aceitar a fé adventista e, logo após, o instruiu na arte de vender livros.

Embora ainda não batizado, começou a colportar em tais cidades do Estado de São Paulo, como Indaiatuba, Rio Claro e Piracicaba, onde os livros e impressos foram bem aceitos, principalmente em alemão. Como resultado das publicações vendidas, Guilherme Stein Jr. e sua família converteram-se ao Adventismo.

Em 1894, Bachmeyer dirigiu-se para o Sul do Brasil, estabelecendo-se em Santa Catarina. Vendendo ali alguns livros, descobriu que haviam observadores do sábado em Brusque e Gaspar Alto. Comunicou esse fato ao Pr. F. H. Westphal, que se alegrou muito com o progresso do trabalho naquele campo. Em junho do ano seguinte, na cidade de Piracicaba, São Paulo, o Pr. Westphal batizou várias pessoas, entre as quais o próprio colportor Bachmeyer.

BIBLIOGRAFIA

Jasoney Souto de Queiroz, “Os Primeiros Missionários no Brasil”, 1994; SDA Encyclopedia-PS.