Guilherme Frederico Ebinger

De wikiasd
Ir para: navegação, pesquisa
Foto de Guilherme Frederico Ebinger

GUILHERME FREDERICO EBINGER. Secretário-tesoureiro. Nasceu no dia 4 de novembro de 1901 na cidade de Petrópolis, RJ. Filho de Israel e Christina Ebinger. Entre 1907 a 1914 frequentou a Escola e Ginásio Alemão de Petrópolis. Nos três anos seguintes trabalhou como ascensorista no Hotel Central – Rio de Janeiro.

Foi batizado no dia 29 de março de 1919 pelo pastor C. E. Brown no Rio de Janeiro. No mês seguinte, foi ao Seminário Adventista em São Paulo.

Colportou entre os meses de janeiro a março de 1920, sendo que no mês de abril, esteve na casa de seu pai. No dia 13 de maio do mesmo ano, foi empregado na União Norte Brasileira, como auxiliar de escritório no Rio de Janeiro, trabalhando até o dia 31 de março de 1922. No mês seguinte, com o propósito de estudar, se dirigiu novamente ao IAE (atual UNASP-SP), onde trabalhou no escritório do colégio. De janeiro de 1923 até 28 de fevereiro de 1924, trabalhou no escritório da Missão Rio-Minas, com sede no Rio de Janeiro, sendo que no mesmo ano de 1924, foi nomeado Secretário-Tesoureiro da Missão Espírito Santense, seguindo para Vitória, onde trabalhou até 30 de junho do mesmo ano. De julho de 1924 até o dia 31 de março de 1925, foi Secretário-Tesoureiro da Missão Rio-Minas, sendo que foi novamente chamado ao Espírito Santo para o mesmo cargo, trabalhando lá até o dia 26 de fevereiro de 1927.

Casou-se com Adela Martha Bergold (filha de Ernesto e Ida Bergold) no dia 26 de fevereiro de 1926 em Taquara, RS. Da união conjugal nasceram dói filhos: Arlindo Eurico Ebinger (pastor) e Ruth Ebinger (colportora de periódicos). Nas Bienais de 14 a 24 de fevereiro, foi transferido para a Missão Pernambucana como Secretário-Tesoureiro, onde trabalhou até o dia 16 de fevereiro de 1932.

Consagrado como ancião na Igreja central de Recife pelo pastor E. H. Wilcox. Sendo que no dia 11 de fevereiro de 1932, se dirigiu para a Missão Paraná-Santa Catarina, como Secretário-Tesoureiro até o dia 17 de outubro de 1935. Em seguida, foi transferido para a Associação Paulista para exercer a mesma função até o dia 30 de setembro de 1936. Nos dois anos seguintes, serviu como Secretário-Tesoureiro da União Sul Brasileira.

Conforme seu pedido, entrou no campo de evangelismo na Missão Rio-Minas, indo trabalhar em Belo Horizonte como distrital entre o dia 27 de outubro de 1942 até o dia 15 de maio de 1949.

Chamado para a presidência da Missão Baiana, onde trabalhou do dia 1° de outubro de 1942 até o dia 15 de maio de 1948.

Foi ordenado ao santo ministério no dia 6 de março de 1943, na Igreja de Meyer, Rio de Janeiro, considerando que os pastores oficiantes formam os seguintes: J. L. Brown, R. R. Figuhr, O. Catelani, J. F. Wright e A. W. Cormarck.

Do dia 16 de maio de 1948 a 31 de maio de 1951, foi convocado novamente Secretário-Tesoureiro da Missão Espírito Santo, entrando novamente no evangelismo no mesmo campo, na cidade de Friburgo do dia 1° de junho de 1951 até o dia 14 de abril de 1952.

Recebeu chamado da Associação Rio-Grandense para ser Secretário-Tesoureiro, cuja função foi exercida do dia 15 de abril de 1952 até o dia 28 de fevereiro de 1956.

Depois foi Pastor distrital de Santa Maria do dia 1º de março de 1956 a 18 de fevereiro de 1959. Sendo que até o dia 31 de janeiro de 1962, cuidou do distrito de Uruguaiana até receber sua aposentadoria. Mudou-se para Santa Maria, onde comprou uma casa na Rua Visconde de Pelotas nº 1878.

BIBLIOGRAFIA: Informações obtidas pelo por Guilherme Frederico Ebinger; Acervo do CNMA.