Luiz Leitão

De wikiasd
Ir para: navegação, pesquisa
Luiz Leitão
Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado
Foto de Luiz Leitão
Nome completo Luiz Leitão
Nascimento 04 de Maio de 1902
Jundiaí, SP
Morte 1987
Nacionalidade Brasileiro
Filiação Mãe: Maria Pacheco
Pai: José Maria Leitão
Cônjuge Maria Leitão
Filho(s) Paulo, Rosa Leitão Teixeira, Durval, Jorge, Salvador, Castorina, Maria e Jandira
Ocupação Adventista Pioneiro
Principais interesses Auxílio da obra Adventista
Religião Adventista do Sétimo Dia

LUIZ LEITÃO (1902-1987). Adventista Pioneiro em Conchal, SP. Nasceu no dia 4 de maio de 1902 em Jundiaí, SP. Filho de José Maria Leitão e Maria Pacheco.

Casou-se com Maria Leitão, italiana. Da união nasceram oito filhos: Paulo (pastor), Rosa Leitão Teixeira, Durval, Jorge, Salvador, Castorina, Maria e Jandira. O casal pertencia à denominação católica.

Agricultor em Conchal, SP, morava em zona rural. Certa vez, fez uma visita à Fazenda de João Modro, o primeiro adventista da região, com a finalidade de trocar experiências de cultivo de horta. Despertou certa curiosidade ao perceber que Modro não fumava. Naquela época era considerado desrespeito fumar na frente de quem não tinha tal costume. Perguntou o motivo pelo qual não fumava e Modro falou que fazia mal à saúde. A princípio, Leitão duvidou.

No dia seguinte, resolveu chegar mais cedo na fazenda do adventista para poder fumar bastante, antes de J. Modro chegar.

Concretizado seu plano, João Modro chegou e percebeu que havia fumaça de fumo, novamente aconselhou que tal prática deteriorava a saúde e que no período matutino era mais maléfico ainda. Leitão retrucou e o debate foi encerrado. Em seguida, se dirigiu a um canteiro de cebola e no percurso tropeçou e caiu de cabeça no canteiro. Visto o acidente, João Modro afirmou pela terceira vez que fumar era prejudicial à saúde. Envergonhado, decidiu nunca mais fumar.

Posteriormente, descobriu que J. Modro guardava o sábado, pois não frequentava a horta no dia determinado para fazer experiências. Intrigado, perguntou o motivo da prática e Modro explicou que baseava sua vida nas escrituras sagradas, o que incluía os Dez mandamentos.

Em um determinado dia, apareceu um colportor no sítio do Sr Leitão e vendeu o livro Pelos Meandros do Mal, da CPB. O livro reforçava a doutrina do sábado e ao finalizar a leitura, juntamente com sua esposa, resolveram guardar o sábado. Porém, não mediram o resultado da decisão, pois todos os seus vizinhos eram católicos e mantinham o costume de prestar serviço comunitário no sábado de tarde em respectivas fazendas. Desta forma, teve de cortar os laços de amizade.

Recebeu estudos bíblicos de João Modro e muitas vezes, para não atrapalhar, as lições eram realizadas enquanto Luiz arava a terra.

Quando João faleceu, os cultos sabáticos foram transferidos para sua casa. Leitão sempre era o pregador por possuir a característica de patriarca. Depois de alguns anos, apareceu um dos primeiros pastores em Conchal, um jovem estagiário, pastor Alcides Campo Longo, acompanhado de sua esposa Neide. A esposa do pastor percebeu que havia um número considerável de crianças nos cultos e que não possuíam um momento infantil como a Escola Sabatina, portanto, se encarregou de dirigir a escolinha como professora.

Passado um tempo, por motivos evangelísticos, o pastor sugeriu que as reuniões fossem transferidas para a cidade. Prontamente o Senhor Leitão e sua família aceitaram a proposta. Primeiramente, os cultos eram realizados em um salão e depois foi adquirido um terreno próprio para a construção de uma igreja.

A família Leitão deslocava-se 2 km, aproximadamente, para chegar à igreja. Usavam como meio de transporte um trator acoplado com uma carreta, sendo que Leitão e sua esposa sentavam na cabina do trator, assumindo o comando, e o restante sentava na carroceria. Assim sendo, quando as pessoas vinham da cidade para trabalhar na roça, viam aquela família portada com elegância se dirigindo para a cidade. Consequentemente, muitos por curiosidade visitaram a igreja e resolveram permanecer nela. Faleceu em 1987.

BIBLIOGRAFIA: Informações oferecidas por Ruth Leitão Bartarin, (neta), em 2013; CD Igreja de Conchal, SP, Comemoração de 50 anos / 26.05.2012.